Categorias: beleza


Sol, mar e piscina são apenas alguns fatores que agridem os cabelos durante o verão, os deixando quebradiços, opacos e muitas vezes amarelados. Para ajudar você a entender porque isso ocorre e como manter o cabelo lindo e saudável apesar destes problemas característicos dessa época do ano, listei nesse artigo algumas dúvidas que ouço mais frequentemente das minhas clientes.

1 – O que acontece com os fios quando eles ficam muito expostos ao sol? Perdem queratina? Ficam desnutridos?

Na exposição solar muito intensa, os fios de cabelo ficam muito frágeis, separando as células que formam a cutícula do fio, fazendo que os desidratem, fiquem quebradiços, opacos e, às vezes, amarelados. Para fugir desse problema, é importante lembrar que o cabelo também deve ser protegido do sol, com uso de chapéus, bonés além da não exposição no período de pico do sol.

2- Os cabelos tingidos e descoloridos são os mais atingidos pelo desgaste causado pelo sol e cloro?

Isto é verdade e ocorre porque estes cabelos durante o processo químico em questão, já tiveram estas células da cutícula fragilizadas e separadas, os que os tornam mais propensa a estas agressões solares.

3- Depois do banho de mar/piscina, qual o principal cuidado com os fios para que eles não ressequem?

Eles precisam ser lavados com água em abundância, usando, além do xampu, um creme condicionador específico para cada tipo de cabelo. Se o cabelo for naturalmente ressecado e/ou com tendência a fragilidades, o ideal é complementar o tratamento com um creme hidratante pós-lavagem.

4- Faz diferença sair ao sol usando um creme tipo leave-in com protetor solar?

Na realidade, o uso de foto protetores nos produtos capilares ainda é contraditório. Ninguém sabe se funcionam e para que funcionam. Mal, pelo menos, não fazem.

5- Por que os cabelos claros ficam esverdeados? É o cloro ou o sol o “culpado” por isso?

Na realidade, o cloro não tem nada a ver com isso. O que deixa o cabelo esverdeado é o cobre, presente nas piscinas, geralmente desprendido na água pela própria tubulação que leva água à piscina.

6- Há alguma receita caseira para tirar essas cor esverdeado do cabelo?

Sim. Lavar os cabelos abundantemente com uma colher de vinagre em um copo de água ajuda a tirar a cor verde do cabelo.

7- Faz mal lavar o cabelo todo dia?

Não, desde que este seja muito bem secado e que, neste ato, não haja movimentos bruscos de secagem, por exemplo, penteá-los vigorosamente com eles ainda molhados, o que pode quebrá-los e soltá-los da raiz.

8- A frequência de hidratações nos dias quentes precisa ser maior?

Não. O importante é continuar hidratando o cabelo, com a mesma freqüência dos outros dias do ano.

9- Quais os produtos mais indicados para o cabelo no verão?

Um bom xampu, específico para cada tipo de cabelo, associado ao uso de um condicionador e, no caso dos cabelos quebradiços, ressecados, tingidos ou frágeis, o uso semanal de uma máscara capilar.

10- Por que aparecem as pontas duplas?

As pontas duplas ocorrem devido ao hábito de pentear os cabelos frequentemente, ainda mais com os fios molhados. Isto fratura os fios, deixando-os abertos na extremidade. Bater um ovo, com o conteúdo de uma folha de babosa e uma colher de café de mel, passando no cabelo e lavando-o após uma hora, com um xampu específico para este tipo de dano capilar, pode ser útil.

Pele da mulher exige diferentes cuidados
Impossível parar a ação do tempo. Envelhecer faz parte da vida e, por meio de alguns cuidados, é possível manter a pele jovem, firme e bonita. Quem teme rugas, olheiras e flacidez deve iniciar um ritual preventivo o quanto antes, evitando que tais probleminhas apareçam na pele precocemente. Segundo o dermatologista Fernando Passos de Freitas, por meio de tratamentos indicados por especialistas é possível retardar o envelhecimento e melhorar a autoestima.

— As fibras de colágeno e elastina são responsáveis por 80% da sustentação da pele e previnem flacidez e formação de rugas. Com o avanço da idade, a tendência é que essas fibras diminuam, porém ainda é possível preservá-las com alguns cuidados para a pele — explica.

Cremes, toxina botulínica, preenchimento, laser e peelings são grandes aliados de uma pele bonita. A medicina e a indústria cosmética oferecem diversas soluções eficazes para combater as imperfeições da face. Porém, todas essas opções só funcionam efetivamente com cuidados diários que incluem o uso contínuo de protetor solar, hidratação e limpeza de pele.

— Quem se preocupa em cuidar da pele desde cedo consegue mantê-la em bom estado sem precisar apelar para tratamentos mais invasivos como os cirúrgicos — destaca o médico.

Para cada tipo de problema e faixa etária é indicado um cuidado específico. Por isso não adianta ter 30 anos e usar um creme de 60 anos.

— Dependendo do cosmético, ele pode conter ativos anti-idade que tragam mais problemas que benefícios à pele. Por isso é ideal usar um creme de acordo com a faixa etária condizente — alerta o dermatologista.

Quem deseja chegar aos 50 anos com a pele bonita e com poucas rugas precisa apostar em alguns cuidados frequentes. Entenda o que é indicado em cada faixa etária, segundo o dermatologista Fernando Passos de Freitas:

• 20 a 25 anos: pele jovem

Nessa fase é preciso manter três cuidados diários: usar protetor solar, fazer limpeza de pele e hidratação suave. A limpeza de pele deve ser feita com produtos sem álcool.

— Nesse período a maioria das mulheres apresenta pele oleosa, sendo indicado o uso de cosméticos oil free com vitamina C. Os sabonetes líquidos e espumas de limpeza também são recomendados — afirma.

Já as peles desgastadas devem apostar em tônicos e peeling de cristal.

• 30 a 35 anos: as mudanças começam a aparecer

Nessa faixa etária os cuidados devem aumentar, pois as taxas hormonais começam a cair e as fibras de colágeno e elastina se modificam. É possível perceber algumas rugas superficiais e o início da perda do contorno facial.

— A região ao redor dos olhos dão os primeiros sinais de desgaste, e surgem as manchas provenientes do sol. Para amenizar esses problemas, o ideal é adotar cremes que contenham caviar, matrixvl, ácido retinoico e ácido glicólico, boas fontes para estimular o colágeno e inibir a ação das rugas — aconselha Freitas.

• 40 a 45 anos: é hora de combater a flacidez

É o período em que ocorre acúmulo de gordura corporal, flacidez e queda do estrógeno, devido à proximidade da menopausa. As manchas se acentuam e o rosto perde um pouco do contorno. À partir dessa fase, os cremes anti-idade são obrigatórios.

— Alguns procedimentos estéticos como luz intensa pulsada, laser fracionado, preenchimentos, toxina botulínica e/ou o peeling de cristal podem ser indicados para suavizar tais problemas — diz o dermatologista.

• 50 a 55 anos: contorno do rosto comprometido

A flacidez e os vincos na região dos lábios pioram. Os vasinhos sanguíneos resolvem aparecer, deixando para trás qualquer sinal de juventude. Nessa fase é preciso aliar uma boa alimentação com cremes potentes. É preciso investir na hidratação com vitamina C, extrato de café verde, ácido glicólico e retinóico para promover a renovação celular.

— A partir dos 50 anos a mulher pode beneficiar-se dos peelings médios e profundos, das diferentes aplicações de laser com luz pulsada e radiofrequência, além dos preenchimentos com ácido hialurônico — analisa Freitas.

• 60 a 65 anos: rugas, flacidez e papada

Manchas, rugas profundas, flacidez intensa, pele fina e papada são alguns dos problemas que a mulher enfrenta nessa faixa etária. É imprescindível o uso de cosméticos compostos de ácido hialurônico em sua fórmula para melhorar a produção de glicosaminoglicanas, uma substância natural que deixa a pele com mais tônus e elasticidade. Cosméticos com argireline e tensine também são recomendados, pois além de tratar, promovem um efeito lifting imediato que atenua os sinais da idade.

• 70 anos: em busca da juventude

É importante manter os cuidados da fase interior, porém com mais intensidade. Além de recorrer aos tratamentos estéticos e cremes, capriche na hidratação. Mantenha uma boa alimentação e aposte em exercícios físicos que trabalhem o corpo e a mente, como ioga. Caso não tenha adotado nenhum dos cuidados anteriores, é natural apresentar uma flacidez cutânea avançada, sendo necessário recorrer às cirurgias plásticas.

Quer uma pele jovem e bonita? Siga essas dicas:

• Regularmente, limpe a pele com um sabonete suave.

• Use esfoliante para remover células mortas e impurezas.

• Trate a acne com produtos específicos.

• Afaste-se do estresse: que tal dedicar um tempinho para fazer uma máscara facial? Pode ser uma boa chance de relaxar e manter a pele mais luminosa.

• Lembre-se de usar protetor solar, pois é essencial para quem deseja ter sempre uma pele com aspecto jovial.

• Enriqueça sua alimentação com alimentos fartos em antioxidantes e ácidos graxos essenciais, como amoras, morangos, nozes, castanhas, alcachofras, amêndoas, óleo de semente de linhaça, cereais, grãos, atum e peru.

Fonte: zerohora.clicrbs.com.br

Cuide da sua Beleza Enquanto DormeTer cuidados de beleza é fundamental para manter a pele jovem e bonita.

Durante a noite é melhor ainda: além de proporcionar bem-estar, é o momento que nossa pele está mais preparada para receber os produtos. À noite, o metabolismo das células da pele aumenta e, por isso, ela absorve os nutrientes melhor que em qualquer outro período do dia.

Portanto, se você ainda não possui o hábito de fazer um ritual de beleza antes de se deitar, veja aqui algumas dicas para melhorar seu bem-estar e sua beleza.

Graças aos avanços da indústria cosmética, é possível tratar do corpo, rosto e cabelo enquanto você desfruta de suas horas de sono.

Confira a seguir o que você pode fazer em prol da sua beleza durante o sono para comece seu dia muito mais disposta e bonita!

Rosto

A limpeza do rosto é fundamental.

Quando a pele está limpa, ela está apta a receber os nutrientes com mais eficiência.

Tonificar também é importante para eliminar aquela sujeirinha que o sabão não eliminou.

Por fim, o hidratante noturno.

Prefira produtos que estimulam o colágeno, além de antioxidantes como vitamina C, ácido retinóico e glicólico.

A produção de gordura da pele se intensifica pela noite.

Se sua pele é oleosa, use um creme para diminuir os poros e controlar a oleosidade.

Se você tem facilidade para cravinhos, tenha também um esfoliante suave para estimular a saída deles e prevenir o aparecimento de novos.

Saiba mais sobre: Cuidados com o Rosto

Olheiras

Use cremes específicos para olheiras na região dos olhos para amenizar a aparência pela manhã.

Saiba mais sobre: Olheiras

Lábios

Aproveite a noite para manter os lábios hidratados e evitar as rachaduras.

Saiba mais sobre: Hidratantes Labiais

Aplique um bom hidratante no corpo inteiro antes de ir para cama. Melhor ainda se o creme unir princípios da aromaterapia: assim, você consegue acalmar a mente ao mesmo tempo em que hidrata o corpo.

Saiba mais sobre: Hidratantes Corporais

Mãos

Depois de um dia inteiro de trabalho; expondo as mãos a vários produtos e até ao sol;, o melhor momento para cuidar das mãos é à noite, uma vez que elas vão ficar em repouso sem precisar serem lavadas.

É durante a noite que os ingredientes irão agir sobre a pele.

Portanto, use bons hidratantes nas mãos e não se esqueça de hidratar as unhas.

Saiba mais sobre: Cuidados com as mãos

Pés

Não se esqueça dos pés: a noite é a melhor hora de hidratar os pés.

Prefira cremes específicos rico em uréia (ativo com alto poder de hidratação).

Saiba mais sobre: Cuidados com os Pés

Bronzeado

Se você quer ficar longe da brancura, conte com a ajuda dos autobronzeadores.

Mas para que o resultado fique perfeito e o produto não meleque seu lençol, é essencial que você espalhe o autobronzeador de maneira uniforme.

Espere 20 minutos e vista seu pijama.

Em seguida, vá tranquila para cama, certa de que acordará com outro visual.

Saiba mais sobre: Autobronzeadores

Cabelo

Existem várias marcas de leave-in noturno para hidratar o cabelo enquanto dormimos.

Esses produtos contêm agentes que recuperam, nutrem e protegem as fibras capilares das agressões sofridas durante o dia.

O produto pode ser aplicado sobre os fios úmidos ou secos (os cabelos não fica sebosos).

E pode ficar despreocupada: o creme não mancha a fronha do travesseiro.

Dormir bem já é um embelezador natural, e essas dicas podem melhorar ainda mais sua auto-estima e bem-estar.

E vocês, cuidam da beleza enquanto dormem?

Fonte: belezaesaude.com

Batom matteO batom matte da Natura Una voltou para ficar! Com cores intensas, alta cobertura, ele hidrata e restaura os lábios. O batom vem em oito tons, que se adequam a qualquer tipo de pele. Saiba qual a cor mais combina com você!

Una boca: Ideal para compor um look casual e cai bem em todos os tons de pele.

Una marrom: Fica perfeito em quem tem lábios grossos. Para glamurettes que têm um estilo mais casual.

Una rosa queimado:Cai bem para quem tem lábios grossos. Como é uma cor escura, ajuda a diminuir o volume da boca.

Una rosa: fica ótimo em glamurettes com pele branquinha e orientais.

>Una vermelho aberto: perfeito para quem gosta de lábios vibrantes e fica ótimo em morenas e branquinhas.

Una vermelho fechado: cor clássica que nunca sai de moda nunca! Cai bem para todos os tons de pele, especialmente para negras e morenas de pele amarelada.

Una vinho: perfeita para mulheres que têm um estilo mais moderno.Ideal para peles negras. Fica lindo também pra morena de pele amarela, ou para branquinhas, criarem um look ousado.

Fonte: glamurama.uol.com.br

Ele já entrou para a cultura popular como sinônimo de sensualidade. O batom deixa a mulher mais feminina, como se trouxesse à tona um poder interior que, às vezes, ela esquece ter. Mas claro que, para usufruir desse segredinho, não é só besuntar a boca com um bastão colorido. A arte de uma boa maquiagem esconde mistérios que nem todo mundo domina. Isso não quer dizer que é complicado escolher o batom certo. Só é preciso prestar atenção em algumas regras básicas.

mulher usando um batom nude - Foto Getty Images

A cor certa durante o dia

Não importa o seu tom de pele. Luz clara pede discrição, como exibem os batons marrom e bege (quanto mais escura a sua pele, mais escuro deve ser o batom). Quem tem o rosto muito branquinho, pode substituir o bege por um rosa pastel ou, simplesmente, um gloss incolor.

mulher passando batom vermelho - Foto Getty Images

Brincando com as proporções

Um lápis para os lábios e um batom são tudo o que você precisa para aumentar ou diminuir o volume da boca. A técnica é simples: para aumentar, contorne seus lábios com um lápis um pouco mais escuro do que seu batom, fazendo uma linha por fora. Preencha o contorno com o batom (use pincel para conseguir um efeito mais natural). Para diminuir, é ainda mais fácil: basta passar batom só no centro dos lábios e espalhar esfregando o lábio de cima no debaixo.

mulher passando lápis nos lábios - Foto Getty Images

Duração prolongada

Lance mão de outros itens do seu nécessaire para diminuir os intervalos entre os retoques. Antes de passar o batom, cubra os lábios com corretivo e, na sequência, aplique pó compacto sobre eles. Só então, é a vez de colorir.

 

Os penteados com tranças são sucesso e não é de hoje! Eles vêm criando volumes e desenhos na cabeça das famosas do mundo todo já faz um tempo.

Ao contrário do que se imagina, os penteados com tranças combinam com vários estilos, não apenas com as mulheres românticas. Existem diversas variações: tranças desestruturadas, laterais, coques com tranças, tranças holandesas, espinha de peixe, embutidas nos coques e muitas outras, que tem a ver com looks modernos ou clássicos também.

Além disso, elas vão tanto para o dia a dia quanto para noites de gala. Um dos destaques em penteados de formaturas e casamentos é o coque com trança.

Confira esse e outros tipos de penteados com tranças que fizeram sucesso nos último red carpets e escolha o seu para a próxima festa!

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Foto: Getty ImagesFoto: Getty Images

Qualquer um de nós pode provavelmente se lembrar, a cor nude em forma significou apenas uma coisa: um pêssego, pálido bege – ostensivamente destinado a misturar-se na cor de pele, alongar membros, e agir como uma camada de base neutra para construir a sua roupa em cima dele. Em revistas, se espalha de vestidos de pêssego cintilantes “, alongando ” bombas bege e calças cremosos invariavelmente ser dada alguma sugestivo título ainda sem bom gosto como “In the Nude”, e tout a versatilidade dessas peças “de tons de pele”.  A sombra ainda tem o selo oficial de aprovação do Pantone.

Claro, há um problema gritante com este: Nude, por sua definição literal, é suposto que ele deva coincidir com o tom de pele. MAS QUE TOM DE PELE? Existem uma infinidade de cores de pele – o então o dito nude, de fato o é apenas para algumas pessoas. deixando de fora muitas pessoas – especialmente as mulheres de cor – isso simplesmente não é o caso. Óbvio que isso possa parecer um problema que tem sido ignorado por roupas íntimas, lingerie  e as companhias de acessórios por décadas e só recentemente “startups” corajosos, tem sido sido capazes de ganhar força suficiente para vir e preencher as lacunas, oferecendo faixas mais amplas de cor de  pele – peças de tom para mulheres de pele mais escura, em muitas tonalidades surgiram. Em termos de varejo , ainda é muito cedo, uma vez que muitas dessas marcas ainda estão em seu primeiro ano ou no início da existência, mas estão chegando. As marés parecem estar mudando para seleções mais inclusivas e longe dos “one- sombras’ padrão dos últimos anos .
Falando sobre o tempo, Crayola mudou sua “pele” do pastel colorido para “Pêssego”, em 1962 , o que levou a indústria da moda a meio século ou mais para recuperar o atraso? Daqui para frente, fique atento para conhecer algumas das marcas pioneiras a dar às mulheres de todos os tons nudes de pele o que podem finalmente usar .

Fonte: Mulher Singular

 

O procedimento normal é lavar os cabelos com água, xampu, condicionador e tudo mais que os fios têm direito sempre que houver necessidade. Mas lá do criado-mudo, o relógio grita que não há tempo suficiente para esse ritual de beleza. Para casos como esse, a solução pode estar num tubo de xampu a seco, já ouviu falar? O produto em spray, quando borrifado nos cabelos, absorve toda a oleosidade aparente, melhorando a aparência, o odor e a higiene das madeixas.

A dermatologista Tatiana Gabbi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que o produto contém amido de alumínio octenilsuccinato, uma substância que tem a capacidade de absorver a gordura do cabelo. Mas antes de investir no cosmético, tire um tempo para descobrir como usá-lo corretamente.

1. Como aplicar o xampu a seco

Devem ser disparados jatos curtos na direção da raiz, mantendo uma distância de 10 a 15 centímetros. Depois de alguns minutos, escove bem o cabelo ou use toalha para remover a película branca que se forma na superfície. O ideal é que os jatos sejam aplicados em paralelo ao couro cabeludo, horizontalmente à superfície, e não de forma perpendicular, direta sobre o couro.

Como aplicar o xampu a seco - foto: Getty Images

2. É possível substituir o xampu normal pelo xampu a seco?

Não, o xampu a seco é uma medida emergencial para melhorar a aparência dos fios nos dias em que falta tempo. O xampu a seco não faz uma limpeza eficiente do couro cabeludo, ele apenas reduz a oleosidade aparente. “O ideal é usar o xampu a seco como um auxiliar até a próxima lavagem”, recomenda. Não higienizar adequadamente o couro cabeludo e os fios pode causar coceira, irritação, dermatite seborreica e até o aparecimento de fungos na região.

Lavagem dos cabelos - foto: Getty Images

3. Frequência de uso do xampu a seco

“Desde que não substitua as lavagens ou cause alergia ou irritação, o produto pode ser utilizado na frequência desejada”, recomenda a dermatologista Tatiana. Você pode usar o xampu a seco nos dias em que não lavar os cabelos, por exemplo. Caso surjam irritações, recomenda-se espaçar ou interromper o uso. A dermatologista reforça que é importante não direcionar o jato de xampu a seco diretamente no couro cabeludo, o que pode entupir os poros e causar a irritação.

Xampu a seco - foto: Getty Images

4. Tipos de cabelo

Não é apenas quem tem cabelo oleoso que pode usar o xampu a seco, quem tem cabelos mistos – com a raiz oleosa e a ponta seca – também pode encontrar um grande aliado no produto, que ajudará a equilibrar a oleosidade em todo o comprimento do fio.

Cabelos ao vento - foto: Getty Images

5. Para quem tem caspa ou lesões no couro cabeludo

O xampu a seco não é recomendado para quem está com caspa ou lesões no couro cabeludo. “Não é interessante utilizar se a pele do couro cabeludo não estiver saudável para evitar irritações e alergias, principalmente quando há descamação ativa do couro cabeludo”, explica Tatiana Gabbi. O xampu a seco pode evidenciar mais o problema, uma vez que é necessário esfregar com toalha para remover as partículas esbranquiçadas do produto e, caso o uso seja feito da maneira errada pode obstruir os poros e causar problemas no couro cabeludo.

caspa- foto: Getty Images

6. Para quem tem tendência a alergias

“Quem tem tendência deve fazer um teste para ver se existe ou não alergia aos componentes do produto – em caso positivo, recomenda-se evitar”, conta Tatiana Gabbi. Para fazer o teste, aplique o produto em um pedacinho de pele, atrás do pulso, por exemplo, e aguarde por um período de 24 horas. “Outra possibilidade é usar com cautela e diante da constatação da alergia, interromper o uso”.

Couro cabeludo - foto: Getty Images

7. Xampu ou talco?

Ambos os produtos têm a mesma função, no entanto o xampu, ao contrário do talco, não se aglutina, deixa menos resíduo e tem menores chances de gerar alergias. As chances de o talco obstruir os poros é muito maior, podendo causar até queda de cabelo.

Talco - foto: Getty Images

Fonte: Minha vida

Existe um grande número de mulheres que sofre com pele oleosa, mas isso pode acontecer em diversos níveis. Desde o brilho excessivo e poros dilatados apenas na zona T (nariz e testa), com o aparecimento ou não de espinhas e cravos, até casos mais graves de acne. “Aproximadamente 80% das peles no Brasil são mistas e oleosas, como característica natural e estimuladas pelo clima tropical, quase durante todo o ano”, revela a dermatologista Claudia Marçal.

Na hora de fazer a maquiagem isso também é ruim. Por isso reunimos dicas de maquiagem para quem tem pele oleosa. Confira:

1. Prepare o rosto antes

Antes de começar, a dica de maquiagem limpe bem o rosto com um sabonete adequado (de preferência com ácido salicílico e peróxido de benzoíla) e passe um tônico adstringente com um algodão. A ideia é remover toda a oleosidade e impurezas da pele antes. Você também pode passar um hidratante para peles oleosas ou mistas e, em seguida, aplicar um primer com efeito matte e que fecha os poros.

2. De olho no rótulo

Não adianta, se você tem pele oleosa não pode usar fórmulas cremosas. Somente as que são oil-free (livre de óleos) e, ainda assim, observe se realmente irá controlar a oleosidade. As texturas em gel e levinhas são ideais para não deixar a pele brilhante, mas dica de maquiagem é sempre buscar nos rótulos produtos específicos para a sua pele.

Mulher lendo rótulos de produtos de beleza - Foto: Getty Images

3. Pó para matificar

Tanto os pós compactos quanto os soltos finalizam bem a maquiagem da pele, tirando o brilho e ajudando na fixação. Os pós podem ainda ser translúcidos ou com cor de base. “É possível usar o pó colorido apenas, sem a base, mas o aspecto pode ficar muito seco, se sua pele não é tão oleosa”, ensina a maquiadora Neusa Andrade.

Mulher passando pó no rosto - Foto: Getty Images

4. Aplicação

Os pincéis são ótimos para quem tem bastante oleosidade na pele porque evita o contato dos dedos, o que pode estimular a produção de acne e brilho excessivo. Além disso, eles podem ajudar a aplicar uma quantidade menor de produto na pele.
Mas a dica é higienizar as cerdas com frequência, porque muitas bactérias que provocam espinhas podem acumular nos pincéis e agravar o problema!

Mulher se maquiando com pincel - Foto: Getty Images

5. Blush e iluminador

Depois da pele pronta com todo esse cuidado, a dica é aplicar blushes, bronzeadores e iluminadores em pó. As versões cremosas podem comprometer o equilíbrio e o visual da pele, agravando a oleosidade.
As sombras e batons podem ter texturas mais cremosas, já que as regiões dos olhos e lábios não costumam apresentar oleosidade.

Mulher passando blush em pó - Foto: Getty Images

6. Menos é mais

Por mais leve que seja a maquiagem, se você puder usá-la em pequena quantidade ou não usá-la com tanta frequência, será melhor para não obstruir os poros. A dica de maquiagem é evitar camadas e camadas de produtos.

Produtos para pele na maquiagem - Foto: Getty Images

7. Retire toda a maquiagem

Antes de dormir, não deixe de tirar todo esse arsenal de maquiagem. Só o sabonete não será eficaz e ainda poderá machucar a pele se você esfregar muito com uma toalha. Assim, o demaquilante é essencial, procure um produto para peles oleosas.
“Na área dos olhos, assim como região dos lábios, pode se complementar com um demaquilante bifásico para retirar a maquiagem mais resistente”, ensina a dermatologista Claudia Marçal, isso porque esse tipo de demaquilante é muito mais eficiente, mas com a fórmula super oleosa e só ele vai tirar o rímel (especialmente à prova d’água).
Depois, enxágue o rosto, passe um sabonete apropriado e, se desejar, use um tônico e hidratante novamente. Se sua pele é sensível, após o sabonete (para tirar o excesso de demaquilante), a dica de maquiagem é usar uma água termal, que acalma o rosto.

Mulher retirando a maquiagem - Foto: Getty Images

Qual o segredo para um envelhecimento feliz e saudável?

A atriz Cameron Diaz, que postou uma foto em seu seu perfil do Instagram, sem maquiagem, apresentando o seu novo livro, Longevity Book (O Livro da Longevidade), fala sobre os cinco pilares para uma vida longa, saudável e feliz: comer, movimentar seu corpo, ter boas noites de sono, aliviar o estresse e se conectar com as pessoas que amamos.

No livro, a atriz põe o dedo na ferida para enfrentar um dos maiores tabus da humanidade: o envelhecimento.

Untitled-1.fw

“Eu estou muito entusiasmada para continuar essa conversa, porque aprender que você pode envelhecer bem vai, com certeza, te ajudar a envelhecer melhor. Se você entender como seu corpo funciona, então você pode tomar uma atitude para mantê-lo da melhor maneira possível para que ele possa te conduzir a uma vida longa e bonita.”

Uma importante tarefa surge após assoprar 25 velinhas: cuidar da pele para retardar o aparecimento de rugas. “Nessa idade, a pele sofre uma diminuição da oleosidade natural, que predispõe o ressecamento”, explica o dermatologista Cláudio Mutti, membro da Sociedade Internacional de Medicina Estética.

Também surgem manchinhas acastanhadas do sol e, ao sorrir, aparecem as inconvenientes linhas ao redor dos olhos. Essas marcas são discretas, é verdade, mas já mostram que a sua pele não aceita mais desaforo: basta um descuido para ela despontar um novo sinal. Mas nada de pânico – há alguns hábitos simples que podem ajudar a prevenir essas marquinhas indesejáveis e manter a pele ainda radiante nessa fase.

1. Limpe bem

A limpeza é, em qualquer idade, fundamental para manter a pele saudável e livre de bactérias. Ela deve ser feita com um sabonete indicado pelo dermatologista. O uso de tônico facial também é muito importante, já que regula o pH da pele e facilita a penetração de outros cremes. A dermatologista Daniela Landim, especialista em estética, dá a dica: coloque uma compressa gelada com chá de camomila na área dos olhos e deixe por 20 minutos. Esse truque faz com que os vasos sanguíneos se contraiam e melhora a pigmentação da pele.

imgHandler (1)

2. Corte os maus hábitos

Comer muita gordura, abusar do álcool e fumar são três dos grandes vilões da pele bonita. A dermatologista Daniela Landim enfatiza que é muito importante usar um bom protetor solar, manter uma alimentação saudável, abolir o uso de tabaco e não consumir bebidas alcoólicas em excesso. Essas substâncias tóxicas se acumulam e trazem consequências ao corpo todo, inclusive à pele.

imgHandler (1)

3. Deixe a pele respirar com um bom demaquilante

Para quem tem preguiça de tirar a maquiagem antes de dormir, vale a advertência: isso é um erro que prejudica, e muito, a beleza da pele. A dermatologista Daniela Landim conta que o ideal é passar um bom demaquilante, que limpa de forma profunda e desobstrui os poros, deixando a pele respirar.

imgHandler (1)

4. Nunca se esqueça do protetor solar

O uso de protetor solar é fundamental tanto para a saúde quanto a beleza da pele. Além ajudar na prevenção de câncer, ele contribui para evitar sardas, que tendem a aumentar com o passar dos anos. A dermatologista Daniela Landim orienta passar todo dia – faça chuva ou sol – e a escolher o produto mais adequado ao seu tipo de pele – se for mais oleosa, vale investir numa versão oil-free, por exemplo.

imgHandler (1)

5. Lance mão de um hidratante eficaz

Como a oleosidade natural da pele começa a diminuir, a dermatologista Daniela Landim conta que pode aparecer ressecamento, coceira e manchinhas arroxeadas – chamadas de púrpura. Para reverter esse processo, que pode contribuir para o envelhecimento da pele, o ideal é investir pesado na hidratação. “Tome banhos curtos com água em temperatura ambiente e faça uma generosa hidratação depois, com um hidratante específico para o rosto e o seu tipo de pele”, recomenda a profissional.

imgHandler (1)

6. Comece a usar um anti-idade

Um bom produto antienvelhecimento merece ser usado desde cedo. Os retinoides tópicos – que contêm vitamina A – são uma boa opção. Por aumentar a velocidade da renovação celular e a produção de colágeno, eles previnem e tratam os sinais do envelhecimento. “Ácidos noturnos, como o glicólico, por exemplo, são poderosos antioxidantes e podem ser usados com função de prevenir, proteger e corrigir o envelhecimento celular”, recomenda o dermatologista Cláudio Mutti.

imgHandler (1)

7. Evite a flacidez

Cláudio Mutti recomenda o uso de cremes à base de vitamina C para manter a pele firme. Esse tipo de produto ajuda na produção de colágeno, combatendo a flacidez. Tratamentos estéticos mais pesados, como a radiofrequência, também podem ser usados, mas são indicados apenas quando a perda dos contornos do rosto torna-se mais visível.

imgHandler (1)

8. Esfolie

A esfoliação é importante para a renovação das células da pele. Essa limpeza profunda permite que os produtos específicos para brecar o envelhecimento penetrem na pele de maneira mais eficaz e façam um efeito mais visível. “O procedimento ainda pode retirar manchas superficiais”, recomenda o dermatologista Cláudio Mutti. Mas não deixe de hidratar bem a pele depois de esfoliar, principalmente se sua pele for seca.

imgHandler (1)

9. Trate e previna manchas

Além de um bom protetor solar, os peelings químicos e a laser são boas indicações para peles que começam a apresentar manchinhas de idade. Cláudio Mutti recomenda: marcar uma limpeza de pele com peeling de cristal, máscara hidratante e uma sessão de fotobioestimulação, uma vez ao mês, trará bons resultados.

imgHandler (1)

 

Fonte: Minha Vida

 

Os pés são partes do corpo nem sempre são visíveis mas que devem ter uma atenção especial.

Algumas dicas importantes para cuidar dos seus:

  • A pele dos pés é mais espessa e resistente que a de outras áreas do corpo. Por isso a sola fica com calosidade e células mortas com facilidade. Para retirar o excesso de calosidade é importante esfoliar a região dos calcanhares e a sola e depois hidratar.
  • O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o aparecimento de calos. As calosidades que costumam aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passam de uma reação natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado. Para atenuar calosidades, esfoliar e hidratar, corrigir a postura e usar calçado confortável.

Como manter os pés saudáveis?

  • Para amolecer a pele dos pés, deixe-os de molho durante dez minutos em água morna com vinagre (para cada litro de água acrescente meio copo de vinagre). Em seguida massageie os pés com óleo de amêndoas ou com um creme hidratante.
  • O escalda-pés é um ritual para manter os pés bonitos e relaxados.  A água morna com sais e aromas alivia a tensão, aspereza e a dor dos calos formados pelo uso de sapatos apertados, com bico fino ou saltos altos.
  • Lave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água durante  o banho. Deve passar a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a umidade acumulada pode dar origem a micoses.
  • Experimente um banho alternado de pés, quente e frio. É um método simples, agradável e extremamente eficaz, que utiliza a água como forma de promover uma verdadeira ginástica dos vasos sanguíneos dos pés e das pernas. Isso ocorre porque os vasos periféricos se contraem com o estímulo da água fria, e com a água quente se dilatam.

Como manter os pés saudáveis?

 

  • Corte as unhas no máximo a cada quinze dias, de preferência após o banho.  Também pode simplesmente apará-las com uma lixa, sobretudo se regularmente for à pedicure. Não se deve cortar as unhas demais e nem deixá-las muito compridas. O fato de estarem muito compridas contribui para a acumulação de resíduos e sujeira. Se as cortar muito, pode correr o risco de encravar uma unha.
  • Para ter unhas apresentáveis, o ideal é empurrar a cutícula cuidadosamente com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas tem de ter muito cuidado pois pode haver risco de inflamação. Se não estiver habituada a retirar o excesso de pele, depois de empurrar a cutícula, o melhor é deixar esta tarefa para a pedicure.

Como manter os pés saudáveis?

  • Na praia, coloque protetor solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma ser esquecidos. Além de tudo, isso evitar que a pele fique ressecada.
  • Para relaxar, massageie a planta dos pés com uma leve pressão. Aplique creme esfoliante para suavizar seus pés e, em seguida, faça a massagem com um creme hidratante refrescante.

Como manter os pés saudáveis?

Desenvolvido por Catâniastudio.com