Uma importante tarefa surge após assoprar 25 velinhas: cuidar da pele para retardar o aparecimento de rugas. “Nessa idade, a pele sofre uma diminuição da oleosidade natural, que predispõe o ressecamento”, explica o dermatologista Cláudio Mutti, membro da Sociedade Internacional de Medicina Estética.

Também surgem manchinhas acastanhadas do sol e, ao sorrir, aparecem as inconvenientes linhas ao redor dos olhos. Essas marcas são discretas, é verdade, mas já mostram que a sua pele não aceita mais desaforo: basta um descuido para ela despontar um novo sinal. Mas nada de pânico – há alguns hábitos simples que podem ajudar a prevenir essas marquinhas indesejáveis e manter a pele ainda radiante nessa fase.

1. Limpe bem

A limpeza é, em qualquer idade, fundamental para manter a pele saudável e livre de bactérias. Ela deve ser feita com um sabonete indicado pelo dermatologista. O uso de tônico facial também é muito importante, já que regula o pH da pele e facilita a penetração de outros cremes. A dermatologista Daniela Landim, especialista em estética, dá a dica: coloque uma compressa gelada com chá de camomila na área dos olhos e deixe por 20 minutos. Esse truque faz com que os vasos sanguíneos se contraiam e melhora a pigmentação da pele.

imgHandler (1)

2. Corte os maus hábitos

Comer muita gordura, abusar do álcool e fumar são três dos grandes vilões da pele bonita. A dermatologista Daniela Landim enfatiza que é muito importante usar um bom protetor solar, manter uma alimentação saudável, abolir o uso de tabaco e não consumir bebidas alcoólicas em excesso. Essas substâncias tóxicas se acumulam e trazem consequências ao corpo todo, inclusive à pele.

imgHandler (1)

3. Deixe a pele respirar com um bom demaquilante

Para quem tem preguiça de tirar a maquiagem antes de dormir, vale a advertência: isso é um erro que prejudica, e muito, a beleza da pele. A dermatologista Daniela Landim conta que o ideal é passar um bom demaquilante, que limpa de forma profunda e desobstrui os poros, deixando a pele respirar.

imgHandler (1)

4. Nunca se esqueça do protetor solar

O uso de protetor solar é fundamental tanto para a saúde quanto a beleza da pele. Além ajudar na prevenção de câncer, ele contribui para evitar sardas, que tendem a aumentar com o passar dos anos. A dermatologista Daniela Landim orienta passar todo dia – faça chuva ou sol – e a escolher o produto mais adequado ao seu tipo de pele – se for mais oleosa, vale investir numa versão oil-free, por exemplo.

imgHandler (1)

5. Lance mão de um hidratante eficaz

Como a oleosidade natural da pele começa a diminuir, a dermatologista Daniela Landim conta que pode aparecer ressecamento, coceira e manchinhas arroxeadas – chamadas de púrpura. Para reverter esse processo, que pode contribuir para o envelhecimento da pele, o ideal é investir pesado na hidratação. “Tome banhos curtos com água em temperatura ambiente e faça uma generosa hidratação depois, com um hidratante específico para o rosto e o seu tipo de pele”, recomenda a profissional.

imgHandler (1)

6. Comece a usar um anti-idade

Um bom produto antienvelhecimento merece ser usado desde cedo. Os retinoides tópicos – que contêm vitamina A – são uma boa opção. Por aumentar a velocidade da renovação celular e a produção de colágeno, eles previnem e tratam os sinais do envelhecimento. “Ácidos noturnos, como o glicólico, por exemplo, são poderosos antioxidantes e podem ser usados com função de prevenir, proteger e corrigir o envelhecimento celular”, recomenda o dermatologista Cláudio Mutti.

imgHandler (1)

7. Evite a flacidez

Cláudio Mutti recomenda o uso de cremes à base de vitamina C para manter a pele firme. Esse tipo de produto ajuda na produção de colágeno, combatendo a flacidez. Tratamentos estéticos mais pesados, como a radiofrequência, também podem ser usados, mas são indicados apenas quando a perda dos contornos do rosto torna-se mais visível.

imgHandler (1)

8. Esfolie

A esfoliação é importante para a renovação das células da pele. Essa limpeza profunda permite que os produtos específicos para brecar o envelhecimento penetrem na pele de maneira mais eficaz e façam um efeito mais visível. “O procedimento ainda pode retirar manchas superficiais”, recomenda o dermatologista Cláudio Mutti. Mas não deixe de hidratar bem a pele depois de esfoliar, principalmente se sua pele for seca.

imgHandler (1)

9. Trate e previna manchas

Além de um bom protetor solar, os peelings químicos e a laser são boas indicações para peles que começam a apresentar manchinhas de idade. Cláudio Mutti recomenda: marcar uma limpeza de pele com peeling de cristal, máscara hidratante e uma sessão de fotobioestimulação, uma vez ao mês, trará bons resultados.

imgHandler (1)

 

Fonte: Minha Vida

 

« »